Gestão da Qualidade 4.0: como a transformação digital revolucionará (de fato) o setor?

Se você trabalha no meio industrial, certamente já ouviu falar na indústria 4.0, a chamada Quarta Revolução Industrial, que está mudando a forma de se produzir no mundo inteiro. 

Trata-se de utilizar tecnologias de automação e análise de dados, como Big Data e Internet das Coisas, para o desenvolvimento de “fábricas inteligentes”, integrando e otimizando processos.

Mas o que essa transformação impacta na qualidade? Como acontece a gestão da qualidade 4.0?

Claro que, em meio a toda essa inovação, a gestão da qualidade não poderia ficar de fora. Até porque em uma fábrica inteligente, todos os processos estão integrados e as tecnologias utilizadas impactam positivamente em toda a cadeia produtiva.

A gestão da qualidade 4.0, assim como a indústria 4.0, ainda está iniciando no Brasil e no mundo.

Essa é uma transformação digital que ainda levará algum tempo para ser totalmente implementada, já que demanda uma série de modificações nas indústrias. 

As tecnologias, porém, já estão sendo disponibilizadas, e fazendo a diferença no setor industrial. Neste artigo, vamos abordar quais são os benefícios da gestão da qualidade 4.0 e as principais tecnologias ligadas a ela.

Boa leitura!

O que é a Gestão da Qualidade 4.0?

A gestão da qualidade 4.0 é uma nova forma de fazer gestão com foco em excelência, contando com o auxílio das mais recentes tecnologias. A qualidade 4.0 anda lado a lado com a Indústria 4.0.

Gestão da qualidade 4.0 tem como um dos focos principais o impedimento da ocorrência de erros, sempre com a ajuda da tecnologia.

Como consequência, naturalmente, a qualidade dos produtos é maximizada e os custos são enxugados.

É a tecnologia ocupando um lugar central na gestão da qualidade, permitindo às organizações a entrega mais consistente de seus produtos para o mercado.

Quais são os benefícios da Gestão da Qualidade 4.0?

Os clientes estão cada vez mais exigentes. Não é à toa que grande parte dos executivos, segundo pesquisa da Fundep, apontam esse aumento de expectativa como um desafio para as empresas.

Integrar facilitadores à gestão de qualidade é, portanto, uma tarefa essencial para organizações que querem ser destaque em seus mercados.

A gestão da qualidade 4.0 permite a tecnologia ajude a melhorar as experiências dos clientes com os produtos, a partir da produção.

Isso ocorre, sobretudo, porque é possível contar com um maior monitoramento do processo produtivo, bem como gozar de um mais elevado nível de compartilhamento de dados e informações entre os setores através de ferramentas de qualidade.

Além de tudo isso, podemos destacar como benefícios da gestão da qualidade 4.0:

Mais qualidade dos produtos

Com maior controle da gestão da qualidade, maior será a qualidade dos produtos oferecidos pela indústria.

A gestão da qualidade 4.0 permite que sejam realizados testes tridimensionais antes mesmo de se iniciar a fabricação de um produto.

Assim, qualquer entrave à sua qualidade podem ser modificados para que um produto perfeito seja vendido a partir do seu primeiro lote.

Mais produtividade 

Um dos avanços trazidos pela gestão da qualidade 4.0 é o aumento da produtividade.

Isso porque as falhas serão antecipadas e reparadas com grande antecedência, evitando que elas aconteçam novamente.

Além disso, a automatização de grande parte dos processos também contribui para o aumento de produtividade, mantendo as pessoas em posições mais estratégicas e menos braçais. 

Menores custos

Eliminando desperdícios, realizando uma manutenção preventiva, aumentando a produtividade, diminuem-se perdas e, consequentemente, custos.

Muitas pessoas acreditam que a gestão da qualidade 4.0 onera as empresas. Pelo contrário, sua implantação tem como um dos principais fins a redução de custos.

Melhor tomada de decisão

Com a gestão da qualidade 4.0 nas indústrias, todo o processo produtivo ganha sensores, aumentando o controle da cadeia produtiva e capturando dados 24 horas.

Com isso, os líderes e gestores possuem todas as informações disponíveis para uma tomada de decisão muito mais assertiva.

Aumento da integração entre os setores

Ao tocar diretamente os processos internos da empresa, a comunicação entre as equipes e setores se tornará mais clara.

A tecnologia que por vezes separa, dentro de uma organização pode se tornar um fator de aproximação.

Em primeiro lugar, isso ocorre porque certos processos não-centrais podem ser executados por automações, por exemplo, dando liberdade para que certos setores e profissionais dediquem tempo na troca de experiências com outros colegas.

Em segundo lugar, a aproximação ocorre porque existem ferramentas próprias para isso, como chats compartilhados entre gestores e produção.

A integração, portanto, torna-se mais possível e muito mais vantajosa para as empresas de forma geral.

Principais tecnologias utilizadas para a Gestão da Qualidade 4.0

A tecnologia ocupa o centro da gestão de qualidade 4.0.

Para inteirar-se deste assunto, portanto, não basta apenas conhecer certos conceitos, mas é preciso mergulhar nas soluções tecnológicas que, a cada dia, surgem como novas e viváveis opções.

Conheça, a seguir, as principais tecnologias utilizadas na gestão da qualidade 4.0:

Blockchain

A tecnologia blockchain é bastante conhecida no meio financeiro, pois permitiu a existência da moeda virtual bitcoin.

Essa tecnologia basicamente realiza o registro e o rastreamento de informações de maneira 100% fiel, sem possibilidade de alterações.

O impacto dessa tecnologia é enorme, permitindo rastrear todo e qualquer processo de qualidade, desde um certificado de calibração de um equipamento até os dados de determinado procedimento.

Internet das coisas

A internet das coisas faz com que os processos industriais sejam automatizados e conectados entre si.

É um “diálogo” entre os equipamentos, que armazenam dados para tomar decisões de como, quando e quanto produzir.

Com toda essa interação, a gestão da qualidade 4.0 será facilitada, visto que identificar não conformidades será cada vez mais simples.

Big Data

O Big Data reúne ferramentas que utilizam a capacidade de processamento distribuído.

Isso quer dizer que, em vez de usar uma única máquina para processar informações, utiliza-se um sistema de computadores que potencializa o processamento de dados. 

Essa arquitetura é a base da indústria 4.0, e permite a inserção das demais ferramentas, o que impacta, logicamente, na gestão da qualidade 4.0.

Como adaptar a empresa para a gestão da qualidade 4.0?

Se você chegou até aqui é porque buscar implantar a gestão da qualidade 4.0 em sua organização.

Para conseguir isso, no entanto, são exigidos certos passos e um pouco de planejamento, organização e dedicação, os elementos que foram um gestor de qualidade eficaz.

Apesar de desafiador, sobretudo porque a implantação da gestão da qualidade 4.0 altera todo o funcionamento de uma empresa, adaptar os processos é benéfico para todos os envolvidos direta ou indiretamente, como funcionários, gestores e clientes.

Confira, a seguir, um passo a passo para implantar a gestão da qualidade 4.0 em sua empresa:

1- Tenha clareza de processos

Para adaptar a empresa para a gestão da qualidade 4.0, a primeira coisa a ser pensada são nos processos, afinal, toda a gestão da qualidade está baseada nisso.

Por isso, todos os processos precisam estar muito claros. Para alcançar essa clareza será necessário que a gestão avalie o funcionamento atual das coisas, e desenhe o cenário mais próximo ao ideal, sem desconsiderar as variáveis humanas.

Esse desenho só pode ser feito a partir de uma compreensão profunda sobre a cadeia de produção. É baseado nisso que o planejamento dos processos será realizado com excelência.

Uma dica prática muito importante é buscar o envolvimento de toda a organização na definição dos processos, afinal, quanto estes são impostos de forma autocrática, geralmente há bastante resistência na implantação.

2- Implante automação onde for necessário

A automação é a menina dos olhos da indústria 4.0 e da gestão de qualidade.

Pensar, portanto, em formas de implantar automação em processos onde isso for exigido e possível, é uma ótima maneira de adaptar-se à gestão da qualidade 4.0.

Eficiência é o sinônimo de automação. Ao automatizar processos será possível verificar a diminuição da ocorrência de erros e também uma redução de custos.

Automação também impacta diretamente na produtividade, já que permite alocar funcionários em funções onde eles são realmente necessários.

3- Estabeleça indicadores de desempenho

Todo processo implantado precisa ser validado por meio dos dados durante a gestão da mudança.

Com a gestão da qualidade 4.0 não é diferente, pelo contrário. Os números são essenciais para identificar como as coisas estão ocorrendo e, principalmente, verificar pontos de melhoria.

Somente por meio dos dados será possível verificar se os processos estão sendo bem desempenhados.

4- Tome decisões a partir dos dados

Para enriquecer e facilitar a tomada de decisão, os indicadores de desempenho também são extremamente úteis.

Na implantação da gestão da qualidade 4.0, baseie-se nos dados para tomar decisões com um maior nível de assertividade.

5- Foque em melhorias contínuas

E, por fim, precisamos registrar que a gestão da qualidade 4.0 não é um processo com começo, meio e fim.

Na verdade, a gestão da qualidade 4.0 só começa, mas nunca termina.

Por isso, como forma de continuar essa implantação ad aeterno, o caminho ideal é focar em melhorias contínuas em todos os processos.

Conclusão

Quer transformar a sua indústria em uma indústria 4.0, com todos os benefícios que essas tecnologias podem trazer?

Inicie pela aquisição de um ERP e um sistema de gestão da qualidade que já automatizem determinados processos e propiciem a entrada de novas tecnologias.

Comece agora a Quarta Revolução Industrial em seu negócio! Entre em contato conosco e saiba como podemos ajudá-lo.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer se juntar à discussão?
Sinta-se à vontade para contribuir!

Deixe um comentário