cadeia de fornecimento da área da saúde

O que a cadeia de fornecimento da área da saúde tem a aprender com a crise política do país

Aproximadamente há um ano, pouco antes do impeachment da ex-presidente Dilma, tinha dúvidas se era melhor apostar neste “novo” governo – mesmo que muito contaminado por políticos com diversas denúncias – ou se era melhor defender transformação mais profunda, uma verdadeira limpeza na gestão pública.

Meu grande receio quanto a segunda opção era de que o custo dessa transformação iria causar muitos transtornos para a sociedade, tanto no curto e quanto no médio prazo, pelo menos para  os próximos 5 a 10 anos.

Hoje, meu pensamento está diferente. Acredito que não adianta fugir da verdade, dos fatos. Tudo que não é calcado em princípios e propósitos claros, em trabalho estruturado e sério, tende a cair, a não ser sustentável e, por fim, vir à tona.

Fazendo uma analogia com a cadeia de fornecimento da área da saúde, também percebemos um bom percentual de empresas que ainda não dá a devida atenção para a base da sua gestão. Isto é, ter uma sólida estruturação fiscal/contábil e um robusto controle dos assuntos regulatórios e de qualidade. São empresas que, assim como o governo, não estão preocupadas com estes tipos de controles ou em ter segurança sanitária.

Elas acreditam que nunca serão fiscalizadas de forma mais rígida, seja pela Receita Federal, seja pela ANVISA. E que, através do “jeitinho”, vão conseguir não só sobreviver, mas como ter mais lucros e que estão acima da lei.

Penso que, cada vez mais, o cerco irá se fechar para esse tipo de empresa, assim como para esse tipo de governo. Os controles da ANVISA serão cada vez mais severos, em prol de um melhor controle e da segurança sanitária de nossa sociedade.

Da mesma forma, a Receita Federal vai ser cada vez mais criteriosa na verificação da autenticidade e no cruzamento das informações. Para essas duas questões, será fundamental um sistema de gestão específico e robusto, que traga salvaguardas para a empresa.

Poderá demorar um pouco, mas tenho certeza absoluta de que as empresas que forem corretas e que tiverem bons procedimentos, vencerão. Assim que o governo que for “limpo”, baseado em princípios e valores que mirem o desenvolvimento de nossa sociedade com ética.

Esperem e verão.

VS_CTA_eBook03_ResponsabilidadeTecnica

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer se juntar à discussão?
Sinta-se à vontade para contribuir!

Deixe um comentário